Monthly Archives: Abril 2010

Passos Coelho

Fim de linha aos demagogos-histérico-depressivos criadores da tese a culpa da crise no Mundo é do Sócrates e de um pequeno “abalosinho de terras”.
O CMonteiro antecipou-se no post que subscrevo na totalidade. Finalmente um líder do PSD que percebe o óbvio que à muito o eleitorado reclamava. Alguém em quem se possa constatar maior interesse no país em detrimento da constante e obsessiva avaliação do carácter do primeiro ministro.
Merece a minha atenção.

Miguel Leal

Deixe um comentário

Filed under Política, Uncategorized

Todos os nomes

“O sistema de Justiça, mesmo com provas, não consegue apanhar os poderosos. Com leis mal redigidas e tribunais incompetentes, os Névoas deste país podem actuar impunemente. Basta que, à semelhança do gestor do Bragaparques, os burlões contratem advogados poderosos, como João Correia, actual secretário de Estado da Justiça, ou José Pedro Aguiar-Branco, anterior titular da pasta.” (Paulo Moraes, JN, hoje)

CM

1 Comentário

Filed under Post its

Constatação

Se Portugal fosse atacado tiros de canhão por Espanha ou por Marrocos, se os ingleses desembarcassem fuzileiros na Costa da Caparica e atacassem Lisboa, ou se os EUA enviassem um esquadrão de B52 descarregar os porões de bombas sobre território nacional, qualquer cidadão português que dissesse que “merecemos o que nos está a acontecer, porque somos uns isto e uns aquilo” seria de imediato, e bem, fuzilado. Porque na defesa da pátria não há culpas, há união.

Pois bem, estamos a ser atacados por canhão e à bomba por alguém de fora nos últimos dois dias, via “mercados financeiros” e estão a matar os nossos cidadãos de fome, de desemprego e de desespero .

No entanto, nos telejornais e nos blogues, hoje só vi traidores, alguns em regozijo a dizer que “merecemos o que nos está a acontecer porque somos uns isto e uns aquilo“.

E ainda não vi ninguém ser fuzilado…

CM

5 comentários

Filed under Post its

Resumindo

Ontem foi um dia em que muita gente que tem bons ordenados passou o dia na rádio e nas televisões a dizer que os trabalhadores que têm maus ordenados não deviam fazer greve.

Carlos Monteiro

Deixe um comentário

Filed under Post its

Ar fresco?

Passos Coelho não gosta de Cavaco e não gosta de Jardim, o que me agrada de certo modo, não afastou adversários (aliás, convidou-os a desempenhar novas funções no partido), não tem o discurso caceteiro e já doentio de Arnaut, Mota Pinto ou Morais Sarmento, e tantos outros, não é um histérico, foi e parece-me ser paciente e as pessoas pacientes parecem-me regra geral sensatas, não é um profeta da desgraça da nação para a qual contribuiu significativamente, como Manuela Ferreira Leite, é da minha terra, e penso que o PSD não terá muitas mais oportunidades de ser governo se perder esta. E se não for governo, estará irremediavelmente perdido.

E se perder esta oportunidade é um sinal claro que o país não perderá nada em perder o PSD.

Carlos Monteiro

4 comentários

Filed under Post its

Uma questão de credibilidade

Se dúvidas houvesse sobre o objectivo da dita comissão de inquérito parlamentar ao negócio PT/TVi, elas dissiparam-se hoje com o episódio de recusa de Rui Pedro Soares em responder a perguntas que o podem incriminar. No EUA isto é natural, a lei é a 5ª emenda da constituição. Ninguém é obrigado a responder a perguntas sobre outro assunto que o possam incriminar.

Em Portugal, o deputado do PCP clarificou na perfeição o objectivo da dita comissão:

“João Semedo considerou um “equívoco” falar em silêncio, referindo-se à intervenção inicial: “O que [Rui Pedro Soares] veio fazer foi instrumentalizar o Parlamento, numa tentativa de desculpabilizar o primeiro-ministro.”

Que não hajam dúvidas: esta oposição tem feito todos os possíveis por ter uma credibilidade tão grande como a que diz ter o primeiro-ministro.

CM

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

comunicado

este blogue está em hibernação.

cm

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized