Revoltado

18 meses passados da actual governação e eis os resultados/conclusões:

– Afinal não existiam as gorduras que os actuais governantes afirmavam saber cortar afim de evitar a insuportável carga fiscal que o PAC IV anunciava e que chumbado levou a queda do anterior governo;

– Os cortes/não pagamento dos subsídios de Natal e de Férias que eram um disparate durante a campanha eleitoral passaram a ser verdadeiros;

– A prometida revolução na TSU para a qual tinham uma equipa a trabalhar durante uma ano quando ainda eram oposição nunca se concretizou;

– O IVA que se afirmava ser o mais injusto dos impostos… apesar de tão contundente opinião apenas subiu…

– Criticavam a falta de cumprimento da promessa de criar 150 mil postos de trabalho do anterior executivo, para surpresa nossa os actuais já conseguiram destruir perto 250 mil. Colocando o desemprego real nuns escandalosos 22% nunca antes atingidos.

– Apelavam ao fim da cunha e dos boys mas conseguem manter em funções o Ministro Relvas que simboliza o pior da nossa sociedade, como o amiguismo, o compadrio, a cultura de favores,et. Tudo aquilo que impede o mérito e o esforço e a transparência de vingar. Recordemos a história da sua licenciatura, os sms por si trocados com o responsável pelo SIS e posterior colaborador da Ongoing, as suas convenientes relações maçónicas  as amizades privilegiadas com o “arquitecto” do maior escândalo politico brasileiro – caso mensalão –  ou essa personagem pouco recomendável que era o único interessado na privatização da TAP; assim como a obsessão pela privatização do canal público de televisão com o propósito de o entregar ao grupo Cofina e a um grupo de capital angolano dos quais poderíamos garantir a tradicional liberdade expressão de angola e a superior escola de  verdadeiro jornalismo que são o Correio da Manhã e o Record.

-Também quando oposição “bateram” e bem no anterior Governador do Banco de Portugal (Vítor Constâncio) pela quase inexistente acção deste no escândalo BPN (banco gerido de forma criminosa que a sua nacionalização e posterior privatização é responsável  pelo maior buraco financeiro das contas do Estado) mas nomeiam um secretário de estado que integrou a Administração da SLN dona do BPN;

-Prometeram um forma diferente de fazer politica, com o assumir das responsabilidades próprias a partir do 1º dia que fossem eleitos sem se escudarem nas heranças do passado.  Deve ser por isso que o Eng. Sócrates é tão citado na assembleia sempre que o actual governo tem de justificar a sua incapacidade para acertar qualquer previsão/projecção que faça sobre qualquer assunto independentemente do prazo.

-A mudança também aconteceria na Politica Externa. Deixaríamos de avalizar regimes como o de Chavez na Venezuela para privilegiar as relações com regimes verdadeiramente democratas. Principio bem evidente nas privatizações efectuadas EDP e REN, ambasi vendidas a empresas públicas de um Estado (China) de partido único, por sinal comunista;

-Também no nosso território iríamos assistir a uma verdadeira revolução no mapa autárquico de modo a combater o caciquismo politico. Pois bem, nenhum concelho foi extinto (como sugeria o memorando da troika tão citado pelo actual governo quando convém), e ainda nos apresentam como candidatos às duas maiores cidades portuguesas (Lisboa e Porto) dois batoteiros. Fernando Seara e Luis Felipe Menezes já cumpriram nos seus actuais concelhos (Sintra e Gaia) o número de mandatos máximos que a lei permite.

Poderia também falar da recusa em solicitar a renegociação do compromisso da troika. Mas já engoliram mais um ano de ajustamento e ao momento em que escrevo advinha-se outro mais. Votariam sempre contra os eurobounds mas agora agradecem a intervenção do BCE na compra de divida pública. Enfim são tantos os exemplos das fragilidades do nosso governo que um dia inteiro a escrever não chegaria.

Não tenho qualquer dúvida em afirmar que estamos perante o mais impreparado governo que tenho memória. Em tão pouco tempo era difícil mentir tanto e fazer tão mal.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Política, Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s