Author Archives: mrbleal

ALELUIA

miguelrelvasAo fim de dois anos, eis uma boa noticia para o país.

Quem diria que este homem se deixava abater por uma coisa tão simples como a falta de animo. Se ainda fosse de graus académicos

Deixe um comentário

Filed under Política

BATOTEIROS

fernando-seara-e-luis-filipe-menezes-9672

Deixe um comentário

by | Março 14, 2013 · 22:40

EM TOM DE DANÇA A HOMENAGEM MERECIDA

Dedicado ao maior legado do actual governo. Uma homenagem de todo merecida pelo grande empenho no resultado alcançado.

Deixe um comentário

Filed under Política

Revoltado

18 meses passados da actual governação e eis os resultados/conclusões:

– Afinal não existiam as gorduras que os actuais governantes afirmavam saber cortar afim de evitar a insuportável carga fiscal que o PAC IV anunciava e que chumbado levou a queda do anterior governo;

– Os cortes/não pagamento dos subsídios de Natal e de Férias que eram um disparate durante a campanha eleitoral passaram a ser verdadeiros;

– A prometida revolução na TSU para a qual tinham uma equipa a trabalhar durante uma ano quando ainda eram oposição nunca se concretizou;

– O IVA que se afirmava ser o mais injusto dos impostos… apesar de tão contundente opinião apenas subiu…

– Criticavam a falta de cumprimento da promessa de criar 150 mil postos de trabalho do anterior executivo, para surpresa nossa os actuais já conseguiram destruir perto 250 mil. Colocando o desemprego real nuns escandalosos 22% nunca antes atingidos.

– Apelavam ao fim da cunha e dos boys mas conseguem manter em funções o Ministro Relvas que simboliza o pior da nossa sociedade, como o amiguismo, o compadrio, a cultura de favores,et. Tudo aquilo que impede o mérito e o esforço e a transparência de vingar. Recordemos a história da sua licenciatura, os sms por si trocados com o responsável pelo SIS e posterior colaborador da Ongoing, as suas convenientes relações maçónicas  as amizades privilegiadas com o “arquitecto” do maior escândalo politico brasileiro – caso mensalão –  ou essa personagem pouco recomendável que era o único interessado na privatização da TAP; assim como a obsessão pela privatização do canal público de televisão com o propósito de o entregar ao grupo Cofina e a um grupo de capital angolano dos quais poderíamos garantir a tradicional liberdade expressão de angola e a superior escola de  verdadeiro jornalismo que são o Correio da Manhã e o Record.

-Também quando oposição “bateram” e bem no anterior Governador do Banco de Portugal (Vítor Constâncio) pela quase inexistente acção deste no escândalo BPN (banco gerido de forma criminosa que a sua nacionalização e posterior privatização é responsável  pelo maior buraco financeiro das contas do Estado) mas nomeiam um secretário de estado que integrou a Administração da SLN dona do BPN;

-Prometeram um forma diferente de fazer politica, com o assumir das responsabilidades próprias a partir do 1º dia que fossem eleitos sem se escudarem nas heranças do passado.  Deve ser por isso que o Eng. Sócrates é tão citado na assembleia sempre que o actual governo tem de justificar a sua incapacidade para acertar qualquer previsão/projecção que faça sobre qualquer assunto independentemente do prazo.

-A mudança também aconteceria na Politica Externa. Deixaríamos de avalizar regimes como o de Chavez na Venezuela para privilegiar as relações com regimes verdadeiramente democratas. Principio bem evidente nas privatizações efectuadas EDP e REN, ambasi vendidas a empresas públicas de um Estado (China) de partido único, por sinal comunista;

-Também no nosso território iríamos assistir a uma verdadeira revolução no mapa autárquico de modo a combater o caciquismo politico. Pois bem, nenhum concelho foi extinto (como sugeria o memorando da troika tão citado pelo actual governo quando convém), e ainda nos apresentam como candidatos às duas maiores cidades portuguesas (Lisboa e Porto) dois batoteiros. Fernando Seara e Luis Felipe Menezes já cumpriram nos seus actuais concelhos (Sintra e Gaia) o número de mandatos máximos que a lei permite.

Poderia também falar da recusa em solicitar a renegociação do compromisso da troika. Mas já engoliram mais um ano de ajustamento e ao momento em que escrevo advinha-se outro mais. Votariam sempre contra os eurobounds mas agora agradecem a intervenção do BCE na compra de divida pública. Enfim são tantos os exemplos das fragilidades do nosso governo que um dia inteiro a escrever não chegaria.

Não tenho qualquer dúvida em afirmar que estamos perante o mais impreparado governo que tenho memória. Em tão pouco tempo era difícil mentir tanto e fazer tão mal.

Deixe um comentário

Filed under Política, Uncategorized

1Q84 – Haruki Murakami

A exemplo de outras boas descobertas, também desta vez o culpado é o Tó. Amigo de doutos conhecimentos no que diz respeito a tudo o que verdadeiramente interessa nesta vida.

Obrigatório. Amanhã inicio o segundo.

Deixe um comentário

Filed under Livros

Recordar Toda a Vida

Neste Portugal deprimido e resignado é difícil encontrar motivos para escrever. Sócrates vivia em ilusão, os actuais nem sabem onde vivem. Na Europa a qualidade dos seus pares não difere. E de política estamos conversados.

Falemos de algo verdadeiramente apaixonante e inesquecível, o Barcelona de Pep Guardiola.

Perdidas as possibilidades de renovar os Títulos de Campeão de Espanha e Europeu, Guardiola decidiu pôr fim ao seu ciclo de treinador no Barcelona. Em 4 épocas venceu 13 dos 18 troféus que disputou. Aos quais será justo somar, embora de forma indireta, os de Campeão da Europa e do Mundo da seleção Espanhola. Mas por incrível que pareça todas estas grandes vitórias são  pequenas quando comparadas com o nível da performance que as acompanhou. No Futebol nunca tão poucos deram tanto e durante tanto tempo a tantos milhões. Não creio que se repita.

1º A Arte

2º O A plauso

Felizes de nós que vimos para poder contar.

gràcies Pep

Deixe um comentário

Filed under Futebol, Política, Sociedade

Os Três Amigos

Um está preso.
Outro está desaparecido.
E o outro passa dificuldades económicas…

Autor: anónimo

Deixe um comentário

Filed under Política